Quando você quiser




A gente pode ir até aquela praça que tem food truck para comer aquele hambúrguer bem elaborado que cê comentou aquele dia. Você se lembra? Tu disseste também que tem um caldo de cana com limão maravilhoso. Se quiser podemos estender um pouco mais e colocar o papo em dia, contar das ultimas coisas engraçadas que aconteceram com meus sobrinhos, tenho certeza que você vai se acabar de rir como sempre. Sabe a Ana? Então, ela dormiu com chiclete na boca e acordou com ele preso entre os cabelos. O resultado você pode imaginar, ela teve que cortar o cabelo no estilo Joãozinho, mas combinou com o jeito sapeca dela. Tem um restaurante japonês, perto da avenida paulista, que vende umas comidas legais e o chicken domburi que tu gosta, com o preço muito em conta – mas podemos deixar para outro dia se preferir.

Você ficou sabendo da inauguração do shopping gastronômico  Eataly de São Paulo? Lá tem uma grande variedade de doces e salgados italianos, eu fui semana passada e comi tudo que eu tinha direito, mas eu posso voltar lá amanhã mesmo, só para te apresentar o meu top 10, se você quiser. Mas se você não estiver no clima, a gente pode sair pra dançar na sexta-feira. Conheço uma balada open bar que toca umas músicas legais. Se você não curtir as musicas podemos trocar de ambiente. Você não vai se arrepender.

Ah, antes que eu me esqueça, você conseguiu tirar do papel aquelas suas metas para 2016? Tu me disseste que tentaria colocar em prática mais da metade, mas como você é meio desligado provavelmente não fez isso. O MIS (Museu da Imagem e Som) está com uma exposição bacana com entrada gratuita. Vamos juntos qualquer dia desses? Se preferir podemos ir ao cinema assistir um desses filmes de terror, eu juro que não gritarei nem nas piores partes. Você tem meu número ainda? Eu tenho o seu anotado, você continua com o mesmo né?  Se você quiser ir, a gente vai se falando.

Eu não vou te julgar se por descuido ou falta de tempo tu deixou as minhas mensagens ir parar no fim das suas conversas no WhatsApp, nem muito menos questionar o quão corrido sua vida está sendo, e como sua ausência me fez enxergar alguns pontos importantes. Mas quando esse texto chegar até você, quero que tu me respondas imediatamente, porque eu  posso até perder meus pares de meias, cabelo, agulha no palheiro, conhecidos e colegas. Porém, eu não perco, por nada, as pessoas que me fizeram/faz feliz.





Postar um comentário

0 Comentários